Menopausa

A menopausa é vista como uma condição natural do envelhecimento que ocorre durante o período de transição na vida de uma mulher, quando os ovários param de produzir óvulos, o corpo produz menos estrogenios e progesterona, e a menstruação se torna menos freqüente, até cessar por completo.

Milhões de mulheres em todo o mundo sofrem de algum tipo de desequilíbrio hormonal, seja devido à menopausa, perimenopausa, TPM, menopausa cirúrgica, fadiga adrenal, ou distúrbios da tireóide.

Independentemente da condição, os sintomas podem ser muito ruins, devido aos efeitos do desequilíbrio hormonal. A maioria das mulheres apresenta sintomas ou distúrbios relacionados com a diminuição da atividade hormonal. Além das implicações hormonais, a menopausa prematura e condições relacionadas também são afetadas pelos níveis de stress, má alimentação, falta de exercício e pelas toxinas ambientais a que estamos expostos todos os dias.

Muitas mulheres acreditam que os sintomas da menopausa são inevitáveis ​​e que não existe alternativa a não ser viver com eles. A verdade é que muitas dessas condições são evitáveis, e a mulher pode viver plenamente sem os sintomas desagradaveis da menopausa. A transição que uma mulher experimenta através desses estágios pode ser pacífica e até mesmo agradável. Para estabelecer as necessidades hormonais da mulher, é necessário consultar um médico antes mesmo dos primeiros sintomas da menopausa aparecer. É importante fazer uma avaliação minuciosa de cada sintoma separadamente, utilizando-se de ferramentas de diagnóstico, como exames de urina, sangue e exames de imagem, a fim de determinar os niveis hormonais, e desta forma identificar as necessidades individuais.Depois de feito o diagnóstico inicia-se o tratamento adequado individual com terapias hormonais de reposição usando sempre hormonios bioidenticos.

O tratamento além de recuperar e normalizar as principais funções organicas, também irá proteger eficazmente contra a proliferação de doenças relacionadas ao declinio hormonal. (Ex: Doenças degenerativas, hipertensão, doenças do coração, osteoporose, depressão, fadiga, etc..)

A prevenção constitui a missão mais importante no tratamento da pré-menopausa e tambem deve ser vista como a principal alternativa de tratamento para evitar uma perda prematura das funções metabólicas e um aumento dos efeitos deletérios no corpo da mulher.